Páginas

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

4 de setembro

A breve história dos Vagabundos já registra alguns episódios memoráveis, como os acontecidos em 11 de janeiro de 2008 e 27 de janeiro de 2009. Porém, assim como acontece com os Estados-nação, há fatos anteriores à sua formação que também são importantes. E no nosso caso, trata-se do ocorrido em 4 de setembro de 2005. É, embora o blog só tenha surgido em 2007, a Vagabundagem Iluminada como filosofia é mais antiga.

Nesse dia, conforme já lembrei no post Celeste Olímpica, me reuni com o Diego para tomar cerveja na República do Pastel. (Daí o título da postagem citada, a pastelaria estava lotada de uruguaios - inclusive o dono - que torciam pela seleção do país em um jogo das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2006.)

Só que foi mais do que cerveja com pastel. Eu me encontrava em (mais) uma daquelas situações tradicionalmente chamadas de "fossa", causadas por uma desilusão amorosa. Assim, as garrafas de ouro líquido que Diego e eu consumimos naquele início de noite foram acompanhadas não por conversas sobre futebol (e num bar lotado por causa do esporte bretão!), e sim, sobre foras que levamos de mulheres.

Ora, só o fato de tomarmos cerveja, falando de mulher, e sem futebol, já configura de certa forma uma Vagabundagem Iluminada - e obviamente não era a primeira vez que falávamos de mulher ao invés de futebol ou política. Mas aquele 4 de setembro de 2005 teve mais: o Diego propôs criar uma "sociedade de poetas" (se não mortos, bêbados). E, o principal de tudo, a frase "O amor é regido pela Lei de Murphy.", a primeira das "Filosofias Vagabundas", foi dita por mim naquele dia e anotada pelo Diego num guardanapo que ele jura guardar até hoje. Ora, podemos dizer que estava plantada a semente da qual, dois anos e dezessete dias depois, nasceria o blog Vagabundos Iluminados.

Bom, aí alguém pode perguntar pelo camarada Corujão, onde ele estava? Bom, a resposta é a mesma que em 11 de janeiro de 2008 ou 27 de janeiro de 2009: não sabemos... Mas isso não tira o status de "Vagabundagem Iluminada" daquele pastel com cerveja, pelos motivos que já expliquei.

Bom, mas como bebemorar um dia tão especial? Ainda mais com um dos protagonistas daquele diálogo histórico estando tão distante?

Simples: abramos uma cerveja, e na hora de beber o primeiro gole, façamos um brinde, mesmo que "mental", em homenagem.

VIVA A VAGABUNDAGEM ILUMINADA!

3 comentários:

Diego Rodrigues disse...

Excelente recordação, Rodrigo! "Vagabundos Iluminados" é mais que um blog, mais que um livro de Kerouac: é um estilo de vida, um movimento quase político!

Façamos todos um brinde, então: viva os Vagabundos Iluminados!

Corujão disse...

sensacional!

Rafael Fares disse...

Olá Homens...estava a procura de um blog e caí no de vcs. E digo-lhes gostei demais. Também sou adepto do Vagabundismo e amo o Vagabundos Iluminados. Portanto, me sinto em conjunção astral com vcs. Aqui em Bh, temos também nosso grupo e temos uma genese parecida, hahaha! Pensei até que poderíamos fazer o encontro nacional dos Vagabundos Iulminados e depois pensamos no mundial. Uma grande movimento vagabundo vagando pelo mundo!