Páginas

terça-feira, 30 de setembro de 2008

Em nome da liberdade, FUTEBOL NO VAGABUNDOS JÁ!

Quando Diego, Volmir e eu criamos o Vagabundos Iluminados, foi decidido de comum acordo excluir o assunto "futebol" do blog. Afinal, Diego e eu somos gremistas, e o Volmir é colorado. O futebol poderia vir a criar divisões entre nós, era o argumento.

Mas, depois de um ano de blog, o que mais nos dividiu foi a avalanche de enquetes inúteis - iniciada, confesso, por mim - no meio de 2008.

Por isso, ironicamente, proponho outra enquete, mas desta vez útil: pela liberação do futebol no Vagabundos Iluminados.

Falando de futebol - não dos jogos em si, mas sim das histórias hilárias ligadas ao apaixonante esporte bretão - o blog certamente será mais divertido. E mais atualizado.

Podemos até adotar uma regra: contar histórias ligadas ao futebol, com humor, mas sem xingamentos. Não quero, obviamente, que aconteça aqui o mesmo que aconteceu no blog do Torneio Farroupilha quando o assunto futebol era liberado: o que era para ser divertido, tornou-se uma baixaria.

Agora, é com o leitor. E como imparcialidade não existe, já abro meu voto: SIM AO FUTEBOL!

----------

Atualização (30/09/2008, 20:27):

Posto aqui um exemplo, em vídeo, do que eu quero que sejam os posts sobre futebol: acima de tudo, engraçados.

terça-feira, 23 de setembro de 2008

Romantismo


Amor Livre

Da série Poemas de Vagabundo...

Refrão da música Propóstata, da banda Textículos de Mary:

"Eu quero ser sua cadela
engatada no seu pau.
Um suicida engatado na sua perna
com o coração exposto pela via anal."

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Madonna, by Danuza Leão

Companheiros e prezados leitores;

Diante do emocionante texto postado pelo Volmir logo abaixo, me dei ao luxo de, interrompendo meus estudos broxantes acerca do crescimento econômico endógeno, procurar sobre a minha nova musa, Danuza Leão, e seus escritos que louvam nossas filosofias.

E eis que encontro, dela, sobre a maior de todas: Madonna, ainda no início dos anos 1990. Disse ela:

"Todo mundo fala mal da Madonna. Dizem que ela é cafajeste, vulgar, mercenária, despudorada, ambiciosa, exibicionista. Mas ao mesmo tempo é idolatrada no mundo inteiro, nem adianta discutir: Madonna é a figura feminina mais importante dos últimos tempos.

Ela era gordinha, baixinha e sem graça: com a voz fraca e dançando apenas razoavelmente, resolveu virar a vida pelo avesso, fazer sucesso e ganhar dinheiro. A voz ficou possante, os músculos cresceram, a dançarina explodiu. Tudo à custa de uma vontade de ferro, muito trabalho e umaousadia sem limites. Madonna sempre foi insolente; quis ser livre, e conseguiu.

Se foi tudo planejado, se houve apenas a tal da jogada de marketing, se ela foi apenas atrevida, fazendo o que lhe passava pela cabeça, quem vai saber? Ignorando qualquer regra convencional tipo “cuidado, vai ficar careca”, pintava os cabelos a cada semana. E, imitando os travestis, que ela tanto adora, devolveu às mulheres a liberdade sem limites de seduzir, se exibindo em lingeries que até então só eram usadas nos boudoirs por prostitutas. Também se recusou a ser uma única mulher a vida inteira. Escolhe quem quer ser a cada dia e vai em frente. Ponto para ela.

Madonna brinca com coisas que, ficou combinado, devem ser levadas a sério, sempre muito a sério – pelas mulheres, claro; sexo, por exemplo. E se diverte, ah, como se diverte. Madonna não se droga; é obsessiva, viciada em trabalho e uma empresária de primeira. Uma mulher verdadeiramente moderna, ela conseguiu a coisa mais importante no mundo de hoje: ser competente e ganhar dinheiro. Afinal, qual foi a revolução de Madonna? Com muito bom humor – pior, às gargalhadas -, ela teve a coragem de fazer tudo que sempre foi permitido aos homens e proibido às mulheres. Exemplo: quando os jornais disseram que ela saía para escolher seus homens na rua, pelo critério da beleza física, e pagava pela companhia, foi um escândalo, mas ela nem perdeu tempo em desmentir; não que as mulheres nunca tenham feito isso. Sempre fizeram, mas só através do casamento.

Madonna nunca bancou a vitima, nem perdeu tempo reclamando da divisão das tarefas do lar. Em lugar de tentar trazer os homens para a cozinha, desceu e foi brigar na arena que antes era só deles: a rua, onde sempre reinaram sozinhos. Na luta pela igualdade dos sexos, ninguém fez mais do que ela, e, para piorar as coisas, ganhou dinheiro, muito dinheiro; fica difícil perdoar Madonna.

Terá ela, um dia, se apaixonado? Largaria tudo por amor a um homem? E esse homem, ele existe? Madonna é uma mulher absolutamente só, como são sós as mulheres que rompem a barreira de sua própria condição para existirem plenamente. Ela sempre soube que todas as pessoas do mundo nascem e morrem sozinhas, e nunca teve ilusões. As mais jovens intuem, as mais velhas morrem de inveja, os homens não levam a serio. Se tivessem liberdade para ao menos pensar, iam admitir, até mesmo eles: quem não gostaria de ser Madonna, ao menos por um dia: Madonna: a mulher mais livre que existe."

Seguidamente, nesse blog, falamos mal das mulheres. Proponho aos companheiros, então, que passemos a escrever acerca nossas musas, a descrevê-las,, a citarmos as mulheres por quem nos apaixonaríamos inconsequentemente, para que o mundo possa, de fato, conhecer e reconhecer as mulheres de verdade!

domingo, 14 de setembro de 2008

Para os barrigudinhos

olhem o que a Danuza Leão falou sobre os vagabundos barrigudinhos. Um conselho sensato para as mulheres...


PARA OS BARRIGUDINHOS

Meninas de todo o Brasil, tenho um conselho valioso para dar aqui: se você acabou de conhecer um rapaz, ficou com ele algumas vezes e já está começando a imaginar o dia do seu casamento e o nome dos seus filhos, pare agora e me escute!

Na próxima vez que encontrá-lo, tente (disfarçadamente) descobrir como é sua barriga. Se for musculosa, torneada, estilo "tanquinho", fuja! Comece a correr agora e só pare quando estiver a uma distância segura. É fria, vai por mim.

Homem bom de verdade precisa, obrigatoriamente, ostentar uma barriguinha de chopp. Senão, não presta. Veja bem, não estou falando daqueles gordos suados, que sentam horas na frente da televisão com um balde de frango frito e que, quando se abaixam, mostram um cofre peludo. Não! Estou me referindo àqueles que, por não colocarem a beleza física acima de tudo (como fazem os malditos metrossexuais), acabaram cultivando uma pancinha adorável. Esses, sim, são pra manter por perto. E eu digo por quê. Você nunca verá um homem barrigudinho tirando a camisa dentro de uma boate e dançando como um idiota, em cima do balcão. Se fizer isso, é pra fazer graça pra turma - e provavelmente será engraçado, mesmo. Já os "tanquinhos" farão isso esperando que todas as mulheres do recinto caiam de amores - e eu tenho dó das que caem. Quando sentam em um boteco, numa tarde de calor, adivinha o que os pançudos pedem pra beber? Cerveja! Ou Coca-cola, tudo bem também. Mas você nunca os verá pedindo suco ou coca-light. Ou, pior ainda, um copo com gelo pra beber a mistura patética de vodka com "clight" que trouxe de casa. E você não será informada sobre quantas calorias tem no seu copo de cerveja, porque eles não sabem e nem se importam com essa informação.

E no quesito comida, os homens com barriguinha também não deixam a desejar. Você nunca irá ouvir um "ah, amor, 'Quarteirão' é gostoso, mas você podia provar uma 'McSalad' com água de coco". Nunca! Esses homens entendem que, se eles não estão em forma perfeita o tempo todo, você também não precisa estar. Mais uma vez, repito: não é pra chegar ao exagero total e mamar leite condensado na lata todo dia! Mas uma gordurinha aqui e ali não matará seu relacionamento. Se ele souber cozinhar, então, bingo!

Encontrou a sorte grande, amiga. Ele vai fazer pra você todas as delícias que sabe, e nunca torcerá o nariz quando você repetir o prato. Pelo contrário, ficará feliz. Outra coisa fundamental: homens barrigudinhos são confortáveis!

Experimente pegar a tábua de passar roupas e deitar em cima dela. Pois essa é a sensação de se deitar no peito de um musculoso besta. Terrível! Gostoso mesmo é se encaixar no ombro de um fofinho, isso que é conforto. E na hora de dormir de conchinha, então? Parece que a barriga se encaixa perfeitamente na nossa lombar, e fica sensacional. Homens com barriga não são metidos, nem prepotentes, nem donos do mundo. Eles sabem conquistar as mulheres por maneiras que excedem a barreira do físico. E eles aprenderam a conversar, a ser bem humorados, a usar o olhar e o sorriso pra conquistar. É por isso que eu digo que homens com barriguinha sabem fazer uma mulher feliz.


Danuza Leão
------

Lendo isso, sinto-me o homem ideal. Apressem-se, garotas!!
Saudações!!

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

De Madonna para Bento XVI

Diego, e que tal essa? Madonna dedica a canção "Like a Virgin" ao papa. Ela é o cara!!

Confira aqui a reportagem

Saudações...

sábado, 6 de setembro de 2008

É HOJE!!!

E Hoje é o tão aguardado dia...

Feliz dia do Sexo a todos!!!

Lembrando que essa causa foi descoberta pela incessante pesquisa da minha amiga Evelise, sempre atenta às causas mais nobres.

agora, todos aí que me lêem,
DESLIGUEM O COMPUTADOR E VÃO TRANSAR!!!

saudações!!

quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Pelo "Dia do Sexo"

Uma nova causa encabeçada pelos Vagabundos Iluminados. Ainda não comuniquei os companheiros de blog, mas tenho a plena convicção que terei o apoio irrestrito de ambos. Lutemos pelo "Dia do Sexo"!!! Precisamos de um dia em especial para celebrarmos o ritual do ato mais "sofisticado" do reino animal. E fica aqui o apelo às mulheres, que se espelhem em Eva, afinal ela é a inventora do orgasmo, segundo Darcy Ribeiro.


http://www.diadosexo.com.br/




Saudações!!